Arrancando risadas desde a vinheta de abertura até os últimos minutos de agradecimentos finais, Victor Alen apresentou De Orelha em Pé, que lotou o Teatro Via Sul na noite da sexta-feira (31). A apresentação, que também foi a gravação do primeiro DVD do artista, foi aplaudida a todo momento e foi, como afirmou Victor, “Um momento único”.

Em comemoração aos cinco anos de carreira, o comediante cearense, conhecido também pelo tamanho de suas orelhas, apresentou seu stand up comedy sem deixar de lado o sotaque e o jeito cearense de fazer humor. Thaís Antero, estudante que foi assistir com seus amigos, afirma que “De Orelha em Pé foi a melhor apresentação dele”.

Veja também: Entrevista com Victor Alen

Em entrevista ao ZonnaVIP, Victor diz que acredita ter alcançado seu objetivo “A plateia riu do início ao fim do show! Isso pra mim é sinal de dever cumprido”. Quando perguntado sobre as maiores preocupações e preparativos para um show como este, Victor afirma ser muito perfeccionista em relação ao seu trabalho. “Tudo tem que sair como eu imaginei e, como às vezes não consigo passar para as pessoas o que eu estou querendo, então eu mesmo tenho que fazer. Tudo foi idealizado e levado a cabo por mim. Ainda bem que as pessoas compreendem os meus preceitos e já sabem como eu trabalho”, conta.

foto: Thamires Oliveira
foto: Thamires Oliveira

Fazendo humor de si mesmo, interagindo com o público e falando de temas do cotidiano, como o comportamento das mulheres, Victor fez valer os 60 minutos de apresentação. Imitando o comportamento de uma típica mãe cearense, com seu jeito de falar e tratar seus filhos, o comediante arranca muitas “gaitadas” da plateia. Para ele, incrível é a palavra que melhor descreve a sensação que teve diante daquele público.

O humor cearense já é tradição no Brasil. No modelo stand up comedy ganha ainda mais aceitação do público, por onde passa. “Ele (Victor) é engraçado, divertido e faz humor de forma inusitada, diferente de outros artistas”, afirma Davi Costa, empresário que não costuma assistir stand ups e se supreendeu com a apresentação.

E quando tudo parecia terminado, o comediante ainda surpreende a plateia, cantando Bad Day, imitando a voz do esquilo Alvin, do filme Alvin e os Esquilos. Victor, que também é professor, se mostrou multi-talentoso conquistando ainda mais as cerca de 730 pessoas que o foram assistir e encerra seu show com a frase de Charles Chaplin “Um dia sem rir, é um dia desperdiçado”.

texto: Amanda Gonçalves e Carolina Gomes

foto: Thamires Oliveira
foto: Thamires Oliveira
Anterior

Missólogo Jonathan S. Gama

Próximo

Marca de moda íntima realiza Bazar Solidário

Faça seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.