Solidariedade
s. f.

  1. Qualidade do que é solidário.
  2. Dependência mútua.
  3. Reciprocidade de obrigações e interesses.

Foi exatamente o que eu vi nesse domingo; uma reciprocidade. Onde um não estaria completo sem o outro.
Quem vê de longe pode não perceber com tanta clareza e a certeza de quem sente quando se está do lado de dentro.
Eu vi, ali, em todos os cantos que fotografei, não só a beleza de um ambiente bem enfeitado, nem tão pouco o doce sabor do algodão doce.
O que vi foi além do que os olhos podem ver. Como disse Saint-Exupéry “O essencial é invisivel aos olhos“.

A determinação, organização, perseverança, além de carinho, compaixão, maturidade e bem-querência era o que lotava aquele ginásio. A perseverança de continuar, a deteminação de estar ali em um domingo de manhã nas férias, enquanto seria mais fácil “curtir” o domingo na praia, ou simplesmente como alguns outros deitado na cama de ressaca.

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós”
— Antoine de Saint-Exupéry

Vi a maturidade dos jovens da ONG Solidários de Coração e o grupo Bem Amigos que se uniram para fazer um domingo melhor pra mais de 600 crianças, com carinho, ás vezes com o cansaço estampado no corpo mas ativos, com  sorriso no rosto e, daí, o real significado da palavra perseverança. Nessa determinação ímpar, vi voluntários de pulso forte que, mesmo no final do dia, com muita paciência souberam conversar com carinho e dar limites aos pequenos que ainda não conheciam essa necessidade. Pra quem ainda não sabe; dar limites é um bem querer, pois ao lado caminha o respeito.

Algumas pessoas podem nem compreender o significado de atitudes como essas, ou de um simples dia como esse, mas pra uma criança fica, a vida inteira, na memória, ajuda a construir o caráter e reflete nas atitudes do dia-a-dia.

IMG_2515
Em uma escola localizada no bairro Quitino Cunha, os pais acompanharam desde cedo a ida dos filhos ao dia de diversão.
IMG_2762
Do lado de dentro a alegria já tomava conta em cada um dos brinquedos

 

Entre piscina de bolinhas, pula-pula, pipoca, sanduíches, maquiagens e desenhos, haviam pessoas, dedicadas, que souberam lidar, com alegria, ensinando o respeito, tendo carinho, se dedicando ao sorriso de um criança e, principalmente, tendo muita paciência. A gente sabe como são as crianças quando estão muito felizes.. afinal de contas já fomos crianças também, e com certeza um dia alguém demonstrou muita paciência com a gente.

Saí do ginásio esse domingo com várias certezas, existe sempre alguém querendo doar, e alguém precisando receber, seja carinho, compaixão, cuidado, diversão, ou um simples sorriso, é só uma questão de sensibilidade, de enxergar a oportunidade de traduzir em atitudes a frase “eu me importo com você”.

No meio de tanta gente disposta a ajudar, de tantos voluntários presentes só pelo simples fato de cooperar, a certeza maior que eu tive ao sair de lá é que não são diplomas, nem certificados, nem faixas presidenciais que governam um país. São atitudes de pessoas que se importam um com o outro e se unem pra “plantar” um dia feliz, que se dedicam em ajudar sem esperar absolutamente nada em troca, são essas atitudes que decidem verdadeiramante o futuro de uma nação.

Ao final do dia, ao longo de 12horas os solidários se reuniram para registrar o momento.
Ao final do dia, ao longo de 12horas os solidários se reuniram para registrar o momento.
IMG_3582-copy-4
Hoje o pequeno Maicon se interessou em saber como funciona uma camera fotográfica…
Anterior

Em breve mais postagens!

Próximo

Campeonato de Surf Universitário

Faça seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.