Steve Jobs, o filme

Apesar de alguns filmes já criados sobre a biografia de Jobs, incluindo um protagonizado por Ashton Kutcher que abordava a juventude de Steve, a Sony Pictures é quem tem os direitos para transformar a biografia autorizada do criador da Apple em longa-metragem, mas o passou para a Universal.

Com cenas gravadas na própria garagem onde, em 1976, Jobs montou o primeiro Apple e rico em detalhes de produção no set que contém pôster de Bob Dylan, um dos ídolos de Jobs. Essa talvez seja uma das cinebiografias mais fiéis do criador da Apple. O próprio Wozniak (co-fundador da Apple) trabalhou no filme, tendo sido contratado pela Sony para ajudar o roteirista Aaron Sorkin a encontrar a abordagem correta para o filme tanto nos aspectos técnicos do roteiro, como também no lado humano e, mesmo não sendo tão parecido com o verdadeiro Steve Jobs, a atuação de Fassbender convenceu Steve Wozniak. “Senti muito do Jobs verdadeiro no trailer, mesmo que um pouco exagerado”, afirmou Wozniak que complementa “as frases que eu ouvi serem ditas não são coisas que eu diria, mas carregam a mensagem correta, ao menos parcialmente”. De acordo com Sorkin, o filme será composto por três atos de 30 minutos, seguindo Jobs nos bastidores do lançamento do Mac, do NeXT e do iPod.

Com direção de Danny Boyle e estrelada por Michael Fassbender como Steve Jobs, o filme retrata, também, o lado mais ‘pesado’ de Jobs. Com foco na estrutura familiar que criou,  lançando uma atenção sobre a filha não reconhecida que o inventor renegava, “foi difícil para mim, ficar quieto, quando Jobs se recusou a reconhecer sua criança quando dinheiro não importava, e eu quase choro ao lembrar”, lamentou Wozniak. O filme retrata, também, situações do backstage com ênfase na forma como administrava seus funcionários e a genialidade de um visionário que mudou a forma como nos comunicamos hoje.

Além de Fassbender como Steve Jobs e Rogen como Steve Wozniak, o elenco traz Kate Winslet como Joanna Hoffman, ex-chefe de marketing da Macintosh; Jeff Daniels como John Sculley, CEO da Apple entre 1983 e 1993;Katherine Waterson como Chrisann Brenna, ex-namorada de Jobs e mãe de sua filha; e Perla Haney-Jardine, Ripley Sobo e Mackenzie Moss vivendo Lisa Brennan, filha de Jobs, em diversos estágios de sua vida.

Programado para estrear em 2016, o longa ganhou uma nova data de lançamento e chegará às telonas dos EUA em 9 de outubro de 2015, mas continua sem previsão de estréia no Brasil.

 

Anterior

Raíra Cendi é eleita a Miss Ceará Latina 2015

Próximo

David Lima da DonaLeda

Faça seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.